“A Morte te dá Parabéns”, um divertido suspense

Uma união de conceitos interessantes seguram a trama de terror adolescente

Por Arthur H. Schiochet

Fonte: Divulgação/Universal Pictures

Imagine uma junção de “Feitiço do Tempo” e “Pânico”. Pode parecer estranho em um primeiro momento, mas é essa mistura que “A Morte te dá Parabéns” conta.

O filme conta a história de Tree (Jessica Rothemberg de “La La Land”), uma universitária popular que é assassinada, mas ao acordar percebe que está presa no dia do seu aniversário. Para fazer com que isso acabe ela tenta descobrir a identidade de seu assassino, que veste roupas pretas e uma máscara de bebê.

O grande trunfo do filme é funcionar como uma grande paródia trash de filmes de terror com jovens. Os conflitos simples são encarados como a pior coisa do mundo em meio ao estereótipo das patricinhas de fraternidades.

Fonte: Divulgação/Universal

O que falta é um apego pelos personagens coadjuvantes, além de Tree o espectador não se importa com o seu par romântico improvável, Carter (Israel Broussard de “Bling Ring”) ou a colega de quarto Lori (Ruby Wylder Rivera de “Shameless”), além disso as atuações distanciam ainda mais a empatia de quem assiste. Por outro lado, o humor em piadas trash e absurdistas é um ótimo alívio da tensão. O vilão é mal desenvolvido e a caracterização não assusta, mas as construções de clima atraem a curiosidade de como as cenas de morte irão acontecer.

As barrigas entre o fim do segundo ato e o terceiro poderiam ser enxugadas, bem como o desenvolvimento dos dramas da personagem, que soam muito rasos e caricatos, como a relação de Tree com o pai ou as garotas menos populares.

O filme funciona muito como uma sessão pipoca, que apresenta um conceito muito curioso e que lembra as paródias do gênero dos anos 1990. Além de uma subliminar nostalgia embutida em vários momentos, mas acima de tudo o clima da série “Scream Queens”, que também se passa no ambiente das fraternidades e sustenta uma aura bizarra em volta. Com tantas referências a obra poderia ser apenas uma colcha de retalhos, mas essa união de boas ideias traz algo bem interessante

O grande mérito de “A Morte te dá Parabéns” é ser um filme despretensioso, divertido e que entretém durante os 90 minutos. Merece ser visto, seja no cinema ou em casa durante um dia chuvoso, principalmente para os fãs do terror adolescente noventista.

Nota: 6,5

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *