Após reunião com Richa e “apelo emocionado”, Francischini permanece no cargo

Fernando Franschini
Acontecimento do dia 29 de abril manchou imagem do secretário (Foto: Divulgação / Solidariedade)

Na tarde de hoje (06), em reunião com o governador Beto Richa (PSDB), o secretário de Segurança Pública Fernando Francischini (SD) recebeu a notícia de que continua no cargo.

Segundo fontes próximas ao governador, Francischini entrou demitido na reunião, porém fez um apelo emocionado, alegando que a demissão seria uma “mancha” muito grande e prejudicial para sua carreira política e pediu para ficar. O pedido foi atendido e Richa decidiu manter o secretário que, mesmo assim, permanece em situação desconfortável e delicada: a população repudiou veemente o massacre da última quarta-feira, no Centro Cívico, que resultou em mais de 200 feridos e uma grande revolta.

Fancischini também está mal na visão da própria corporação após ter jogado a culpa pelos feridos na tropa que participou da “contenção” dos manifestantes. Hoje, um manifesto de repúdio às declarações do secretário sobre o caso foi assinado por 16 dos 19 coronéis da ativa. Na carta, eles alegam que o secretário participou do planejamento da operação, sabia do risco de haverem feridos e inclusive foi informado em tempo real sobre tudo o que estava acontecendo no Centro Cívico durante a fatídica tarde de quarta-feira passada.

You May Also Like