Assembleia geral debate o aumento do preço do Restaurante Universitário

Proposta da Universidade é de ajustar os valores de forma proporcional à renda de cada estudante

Por Mariah Eduarda Colombo

Uma assembleia geral foi realizada pelos alunos da Universidade Federal do Paraná nesta última quinta-feira (24). O evento foi convocado pelo DCE para informar os possíveis efeitos dos cortes de verba que a UFPR está sofrendo e decidir qual deve ser o posicionamento oficial da comunidade estudantil.

A assembleia, que aconteceu no campus Jardim Botânico, foi dividida em dois blocos: a conjuntura atual, em que foi debatida a economia e a situação das universidades federais e estaduais; e o aumento do valor do Restaurante Universitário, que acabou sendo a pauta principal.

A Universidade afirma que é preciso ajustar o preço do Restaurante Universitário para diminuir gastos e propõe que os novos valores sejam proporcionais à renda de cada estudante. Atualmente, o custo das refeições principais é de R$1,30. Com a mudança apresentada pela UFPR, esse valor teria uma variação entre R$1,50 e R$5,50. Alunos com renda de até dois salários mínimos continuam com isenção de taxa.

Para o aluno Vitor Machado, secretário geral do Centro Acadêmico de Comunicação Social, a mudança no valor das refeições do Restaurante Universitário não terá o efeito esperado pela Reitoria: “O aumento não vai trazer economia de gastos porque com o preço mais alto as pessoas vão parar de utilizar o RU. Vai diminuir a frequência de gente e consequentemente a reitoria vai arrecadar menos do que arrecadava antes”.

Logo após a reunião, o DCE publicou uma nota declarando contrariedade ao aumento do preço do RU e exigindo posicionamento do reitor Ricardo Marcelo contra o contingenciamento de verbas. Foi definida a realização de uma nova assembleia geral estudantil, mas sem data e local escolhidos até o momento.

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *