Conheça a Corrida de Orientação, um esporte que vai além da competição

Com a bússola de um lado, uma base eletrônica de outro e um mapa em mãos, você já está pronto para participar de uma corrida de orientação

Por Heloisa Ferreira Lima

 

Mapa do circuito de orientação da Paraíba de 2009 (Foto: Arquivo do Clube de Orientação de Curitiba)

Iniciada nos campos de treinamento militar, a corrida de orientação tem se popularizado progressivamente, e apesar de ainda ser pouco conhecida, tem ganhado o coração de crianças e adultos em várias partes do país e do mundo. Ela surgiu em 1917, nas forças armadas da Europa, e com o tempo abriu espaço para o público civil, que hoje chega a cerca de 80% dos participantes. Em 1971 começaram a surgir as primeiras corridas brasileiras.

O trajeto da corrida é montado pelos organizadores do clube de cada cidade, que mapeiam uma área e distribuem pontos eletrônicos. No mapa entregue aos corredores, os percursos são numerados, para determinar a ordem que cada participante deve passar e “bater” seu ponto eletrônico, e os pontos são traçados em linha reta, porém nem sempre é possível chegar ao próximo local dessa maneira. Os corredores saem da largada separadamente, e a vitória é determinada pelo tempo que consta em cada chip. Os mapas são divididos em diferentes categorias, de acordo com o grau de dificuldade, desde o nível “novos”, mais fácil, até o “elite”, mais difícil.

A intenção dessa modalidade de corrida não é apenas competir, mas também trabalhar a mente, visualizando o terreno, traçando rotas e pensando em estratégias de como chegar, de forma mais rápida, no ponto final. O esporte é realizado por pessoas de todas as idades, desde crianças até idosos, e na maioria das vezes em áreas de contato com a natureza.

Em Curitiba, o clube de corrida de orientação foi fundado em 1995 e é um dos maiores do Brasil. Hoje, o grupo conta com 305 atletas filiados, sendo 180 ativos. As principais provas do clube são o Campeonato Metropolitano, Paranaense e Brasileiro. Devido ao grande alcance da corrida, Curitiba irá sediar o Campeonato Brasileiro de Sprint, uma modalidade com percursos menores e mais rápidos, que acontece geralmente em áreas urbanas. Ele acontecerá entre os dias 24 e 26 de novembro, na região metropolitana de Curitiba.

Participante correndo durante a competição de Matinhos (Foto: Arquivo do Clube de Orientação de Curitiba)

Marco Aurélio Azolin, 42, conheceu o esporte através de sua esposa, que já praticava há algum tempo, e em 2014 resolveu acompanhá-la. “A corrida de orientação é uma atividade extremamente prazerosa, que exercita o corpo e a mente. Toda prova é um desafio diferente” afirma ele.

Já Carlos Alberto Xavier, 54, conheceu o esporte nas forças armadas e deixou de lado todos os outros que antes praticava para poder focar na orientação. “Além de estar em contato com a natureza fortalece toda a parte física e muscular, é um esporte apaixonante”, conta sobre os benefícios.

Para participar das corridas em Curitiba, é necessário se inscrever através do site do Clube de Orientação de Curitiba (COC) e pagar o valor de R$27,00 pela inscrição. Durante a corrida são oferecidos lanches, frutas e água. É obrigatório o uso de calça e proibido blusas do tipo regata, além de ser recomendado o uso de boné, tênis confortável, protetor solar e repelente.

Para saber mais sobre a corrida de orientação, filiar-se ao clube de Curitiba e se inscrever em corridas, acesse o site do COC (Corrida de Orientação de Curitiba) http://coc.site.com.br/.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *