História

cropped-logo-1.png

O objetivo principal do projeto é proporcionar aos alunos a prática da futura profissão, por meio de produção de pauta, reportagem, redação, edição, revisão, diagramação, fotografia e outras atividades essenciais dentro do webjornalismo.

O site é um veículo descendente direto do Comunicação, jornal laboratório impresso mantido pelos mesmos alunos, e surgiu da idéia de acompanhar a tendência cada vez mais forte por parte da imprensa geral de utilização do espaço eletrônico para produção de material diário.

A proposta acompanhou a evolução do próprio webjornalismo, imprescindível para os novos profissionais e que vem conquistando novos públicos – os que não encontram tempo ou disposição para acompanhar a mídia impressa. A utilização do espaço na internet também permite a atualização instantânea de notícias factuais e abre espaço para a interatividade do público leitor.

Além disso, o Comunicação On-line representa uma alternativa para os estudantes de uma universidade pública, uma vez que nem sempre há subsídios suficientes para disponibilizar trabalhos indispensáveis para a formação de um profissional de comunicação. Em momentos em que o jornal laboratório impresso não pôde ser rodado por falta de recursos, o Comunicação On-line foi o caminho encontrado para continuidade dos trabalhos, sem prejuízos para a formação dos alunos.

A proposta é que, com o jornal laboratório, os alunos sejam inseridos em uma rotina de trabalho semelhante à que encontrarão fora da sala de aula e comecem a sentir a repercussão de seu trabalho. Prazos devem ser cumpridos, fontes checadas e denúncias apuradas. Todo o trabalho é acompanhado de perto pelo professor orientador, que fornece suporte técnico e ético aos alunos. Mais que uma disciplina do currículo escolar a ser cumprida, o jornal laboratório on-line é a chance que muitos futuros jornalistas têm de estabelecer o primeiro contato com a realidade de uma redação e, acima disso, com a responsabilidade sobre a palavra escrita e a repercussão que pode causar.

Público

O público-alvo do veículo é a comunidade da UFPR, estimado em 40 mil pessoas e composto por alunos, professores e técnicos-administrativos. O site destina-se a informar sobre assuntos pertinentes à instituição, mas não se restringe a ele. Reportagens, notícias, crônicas e charges têm o intuito de oferecer à comunidade acadêmica assuntos de potencial interesse. Além disso, pretende superar a estrutura informativa e produzir conteúdo interpretativo e crítico, com o objetivo de informar e também formar a opinião de seu público, atendendo ao princípio básico da independência.

Histórico

O Comunicação On-line surgiu da necessidade de publicação do material produzido pelos alunos da disciplina Laboratório de Jornalismo Impresso. Em função da falta de recursos constante, o jornal Comunicação, em sua versão impressa, dificilmente tinha mais que duas ou três edições anuais. A versão on-line, criada em 1997, veio exatamente para dar vazão ao material produzido pelos estudantes ao público que não tinha acesso ao jornal em papel. Ou seja, era apenas uma transposição de um veículo impresso para a internet.

Com o passar do tempo o Comunicação On-line tornou-se um veículo próprio para o meio eletrônico, com a criação de disciplinas optativas para os alunos de terceiro e quarto anos e a inclusão de conteúdos adequados ao jornalismo on-line para os alunos do segundo ano.

Em 2009, o site foi reformulado para atender necessidades emergentes do jornalismo on-line: o acesso a vídeos e áudios passaram a ser possíveis a partir das matérias internas, além do material produzido pelos veículos de Rádio e TV. Além disso, a equipe concordou que era hora de passar a trabalhar em conjunto com os demais formatos, incentivando a integração entre os quatro veículos do Comunicação.

A maior mudança, contudo, ocorreu em 2007, com a inauguração do site atual. Mudanças na estrutura da equipe, no andamento das disciplinas envolvidas e na linha editorial permitiram o surgimento de uma nova fase do Comunicação On-line. Desse processo surgiu a Com TV e a Rádio Comunicação, acompanhando outra tendência mundial da comunicação, a convergência de mídias.

Em 2006 surgiu a figura do ombudsman no jornal laboratório. Apesar da iniciativa fracassar já no início de suas atividades, a idéia foi retrabalhada e é mantida atualizada a cada semana desde o início de 2007. No que se refere à parte técnica, a implantação de tecnologias como RSS, podcasts e conteúdo dinâmico, permite que a experimentação atinja todo o processo do fazer jornalístico, incluindo o desenvolvimento dos suportes.