Manifestação pró-Dilma reúne 2 mil pessoas em Curitiba

Concentração ocorreu na  Praça Santos Andrade  (Foto: Gabriel Dietrich)
Concentração ocorreu na Praça Santos Andrade
(Foto: Gabriel Dietrich)

Cerca de 2 mil pessoas se reuniram em Curitiba no “Ato 13 de Março”, que aconteceu na última sexta-feira (13). Organizada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), Federação Única dos Petroleiros (FUP) e por diversos movimentos sociais, a manifestação se concentrou na Praça Santos Andrade, onde caravanas de cidades do interior se reuniram para defender a reforma política e se opor à privatização da Petrobras.

O evento surgiu em contraponto a manifestação de domingo (15), que é a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff. O ato apresentou pautas contrárias à privatização da saúde e à entrada de capital estrangeiro no Sistema Único de Saúde (SUS).  O fim do financiamento privado de campanha também foi defendido. “Queremos fazer uma luta a favor da democracia, a favor da Petrobras. Nós temos trabalhadores lá que não têm culpa do que está acontecendo. O pré-sal está aí, e defendemos totalmente o pré-sal para saúde pública e para a educação”, disse Regina Cruz, uma das integrantes da CUT Paraná.

Segundo a organização, 41 entidades compareceram ao ato. Para Cleusa Maria Santos, integrante do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e estudante de Direito, esse é um acontecimento que deveria chamar a atenção de toda a população. “Eu estou aqui pela pauta do MST e pela democracia. Se você quer um país melhor, você vê o que quer e vai para luta. Você tem que ir pra rua. Todos temos que participar. É uma questão sobre o Brasil. Isso vai interferir na vida de cada brasileiro”, opinou.

Galeria:  Ato 13 de Março. Fotos por Gabriel Dietrich

You May Also Like