Memoriais em Curitiba celebram a imigração e a cultura dos povos

Curitiba é conhecida pela mistura de culturas e diversos memoriais marcam essa influência na cidade

Por Camille Alves

A partir do século XIX, imigrantes de todas as partes do mundo chegaram ao Brasil buscando uma vida melhor. Curitiba, que recebeu pessoas vindas de vários países da Europa, África e Ásia, cresceu e se desenvolveu com a ajuda desses povos. Em homenagem à essas diferentes culturas, há diversos memoriais espalhados pela cidade que contribuíram para a nossa história.

Memorial Árabe: o local, que celebra a cultura árabe, foi inaugurado em 1996 e está temporariamente fechado para visitas.

O Memorial Árabe fica no Centro Cívico, próximo ao Passeio Público, é uma homenagem ao escritor libanês Gilbran Khalil Gilbran.

 

 

Praça do Japão: a praça fica no Água Verde e o memorial abre de terça a domingo, das 9h às 18h.

A praça possui 14 mil metros quadrados e abriga a Biblioteca Hideo Handa, o Portal Japonês, o Memorial da Imigração Japonesa, a Casa da Cultura e a Casa de Chá, onde todas as quintas-feiras ocorre a cerimônia do chá.

 

Bosque do Alemão: inaugurado em 1996, fica no bairro Vista Alegre, onde se localizava a antiga chácara da família Schaffer, e fica aberto das 8h às 20h.

A réplica da fachada da Casa Milla, uma típica residência alemã, é um dos locais favoritos para os turistas tirarem fotos e é o ponto final da trilha. O bosque é uma homenagem aos alemães que se estabeleceram em Curitiba a partir de 1833.

 

Bosque João Paulo II (ou Bosque do Papa): o bosque, localizado no Centro Cívico, próximo ao Museu Oscar Niemeyer, fica aberto das 6h às 20h, todos os dias, e o memorial funciona de terça a domingo, das 9h às 18h.

A primeira casa é uma capela dedicada à Virgem Negra de Czestchowa, padroeira da Polônia, e foi visitada pelo Papa.

 

Memorial Ucraniano: Inaugurado em 1995, fica no Parque Tingui e abre de terça a domingo, das 10h às 18h.

O memorial foi feito em homenagem ao centenário da imigração ucraniana, que começou em 1891 no Paraná mas chegou a Curitiba apenas em 1895.

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *