Nublado Fact-Checking

O Nublado é um projeto de fact-checking (checagem de fatos) que tem como objetivo verificar se as informações repassadas pelos políticos de Curitiba através das redes sociais são: verdadeiras; falsas; verdadeiras, mas sem contexto; contraditórias; exageradas ou sem dados para afirmar.

O projeto segue todos os princípios da International Fact-Checking Network (IFCN). Portanto, checamos todas as informações da mesma maneira e seguindo a mesma metodologia e não concentramos nossa checagem em apenas um lado.

Nossos leitores têm acesso a todas as fontes que foram utilizadas para construir a checagem, exceto em casos em que a segurança de um fonte envolvida esteja em risco. Também somos transparentes em relação aos nossos recursos e quem apoia nosso trabalho.

Nossa metodologia de trabalho é pública e nós seguimos a mesma metodologia em todos os casos. Nós corrigimos e publicamos qualquer informação que tenha sido publicada de maneira incorreta.

Por fim, nosso projeto é, principalmente, jornalismo. Por isso, nós seguimos o Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros completamente.

 

Metodologia

Nosso trabalho começa com a observação e o monitoramento das redes sociais dos políticos de Curitiba. Ao encontrar uma frase ou afirmação que seja passível de checagem, ela é destacada e anotada. Nós damos preferência as frases que seguem os princípios básicos de noticiabilidade jornalística, ou seja, quem falou (o prefeito interessa mais que o vereador, por exemplo), o tamanho da informação (se ela afeta mais ou menos pessoas) e o destaque que ela está tendo nas redes sociais.

É importante lembrar que nós checamos frases e informações que contenham dados, estatísticas, dados históricos, afirmações categóricas, fale sobre leis e constituição ou faça comparações a outras situações. Nós não checamos conceitos amplos e opiniões.

Após a escolha da frase, nós entramos em contatos com o autor da frase e/ou com a sua assessoria de imprensa requisitado a fonte dos dados que foram usados. Ao mesmo tempo, nós levantamos todas as informações disponíveis na imprensa sobre o assunto. Depois disso, buscamos nossas próprias fontes com bancos de dados públicos e sites oficiais. Se necessário, nós fazemos pedidos de informação públicos via LAI (Lei de Acesso a Informação). Também se necessário nós podemos ir a campo ou entrar em contato com especialistas sobre o assunto.

Depois de toda essa pesquisa, nosso produto final é desenvolvido. Ele pode ser um texto, vídeo e/ou imagem que explique o que encontramos sobre a frase. Nosso produto sempre será acompanhado com todos os links, dados e fontes utilizadas na checagem. Por fim, ele é enviado primeiro para o autor da frase e/ou para a assessoria para solicitar uma posição final sobre o conteúdo.

 

Etiquetas e classificações

 

Verdadeiro: A informação está correta.

Verdadeiro, mas sem contexto:A informação está correta, mas faltam explicações importantes.

Falsa: A informação está incorreta.

Contraditória: A informação se contradiz com outra que o autor já falou.

Exagerada: A informação está exagerada.

Ultrapassada: A informação está ultrapassada.

Sem dados: Não existem dados que comprovem essa informação.

 

Política de correções

O projeto Nublado aceita contestações ao que foi checado. Antes da publicação, a checagem é enviada para as fontes para pedir um resposta que justifique a informação e essa justificativa pode ser publicada junto.

Nossas checagens não são apagadas, mas sim corrigidas caso algum erro seja encontrado.

 

Divulgação das checagens

As checagens serão divulgadas apenas depois que todos os passos da metodologia sejam concluídos. Elas serão publicadas no site do Jornal Comunicação e como resposta as postagens dos políticos nas redes sociais – para que as pessoas que interagiram com o político possam ver e confrontar os dados.