Reitoria aciona Polícia Federal e prédio do DCE é desocupado

Os coletivos e estudantes que ocupavam o prédio do Diretório Central dos Estudantes (DCE) foram obrigados a deixar o edifício no último sábado (18), após serem surpreendidos pela presença da Polícia Federal (PF) com uma ordem de reintegração de posse em nome da reitoria da Universidade. Sob a mira de mais de 20 agentes armados, reforçados com cerca de 10 policiais militares, os ocupantes deixaram o prédio de forma pacífica. Parte das ruas General Carneiro e Amintas de Barros ficaram fechadas entre as 14h e 18h.

Prédio do DCE é desocupado  (Foto: Gabriel Dietrich)
Prédio do DCE é desocupado
(Foto: Gabriel Dietrich)

A Polícia Federal chegou por voltas das 14h para cumprir o mandato de reintegração de posse expedido pelo reitor, representado no local pelo Pró-Reitor de Administração, Edelvino Razzolini Filho, e pelo Superintende de Infraestrutura, Álvaro de Souza. O Assessor de Comunicação Social, Carlos Rocha, também estava presente. Integrantes da Gestão do DCE compareceram entre 15h e 16h, com a intenção de retomar a chave do prédio.

Estudantes e integrantes dos coletivos primeiramente se entrelaçaram para bloquear a porta até que chegassem seus advogados, também estudantes da universidade, que se voluntariaram à causa. Numa rápida assembleia decidiram acatar as ordens policiais. Em 1 hora, a maioria dos seus pertences estava na rua. A universidade chegou a chamar um caminhão para a mudança, mas ele foi dispensado porque não havia lugar para que os ocupantes se mudassem.

DCE e Reitoria disputam chave do prédio após desocupação

Enquanto coletivos e estudantes carregavam livros e colchões às pressas, uma discussão se iniciou entre os representantes do reitor e alunos da gestão do DCE Quem tá passando é o Bonde. Os dois lados divergiam sobre a posse da chave da porta de entrada.

A gestão do DCE teme que a Reitoria confisque o prédio e não o devolva, como ocorreu à sede do Diretório Acadêmico Nilo Cairo (Danc), que está trancada há mais 1 ano, sem a reforma prometida.

Edelvino Razzolini Filho foi enfático ao declarar aos integrantes do DCE que os policiais só sairiam dali quando ele próprio pudesse entrar no prédio e trancar a porta, o que ocorreu por volta das 17h. A porta foi trancada e soldada. Ninguém terá acesso ao prédio, nem mesmo os integrantes do DCE. Novas diretrizes sobre o que ocorrerá ao espaço serão discutidas na próxima quarta (22), em reunião do Conselho Universitário (Coun).

Confira a nossa galeria de fotos: DCE é selado pela Polícia.

You May Also Like