Reuniões em todos os setores discutem Plano Institucional de Cultura da UFPR

Encontros ajudam a definir as metas que vão guiar o Plano Institucional de Cultura por um período de dez anos

Por Claudia Santos

A Universidade Federal do Paraná, por intermédio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC), está realizando encontros com as Pró-reitorias  e Coordenadorias de todos os setores para a construção de novas metas que irão compor o Plano Institucional de Cultura (PIC).

O PIC é uma ação do projeto de extensão “Mutirão mais Cultura na UFPR” e a intenção é a autoavaliação da UFPR sobre sua ideia de cultura, relacionando-a com a cidadania, a educação e o território geográfico e simbólico na qual se reproduz.  Durante o processo serão realizadas pesquisas em todas as Pró-Reitorias, reuniões com coordenações de todos os setores, análises de regimentos e planos pedagógicos. O objetivo é alcançar um diagnóstico que revele como os diferentes públicos se relacionam com as ações, além de identificar o que já é produzido institucionalmente ou por meio de ações independentes, buscando métodos em que a universidade possa contribuir com estrutura, divulgação ou recursos financeiros.

Para o coordenadora de cultura da PROEC, professora Cláudia Cunha, o que o PIC propõe é a construção de novos diálogos que caminhem por meio da extensão e da pesquisa, proporcionando um espaço menos passivo em relação ao papel da cultura na universidade. “É preciso encastelar a cultura. E, para isso, é necessário estampar o que se faz aqui dentro  e resgatar a história dos grupos”, afirma Cunha.” O PIC é um programa vinculado às políticas públicas. Por isso, o objetivo é traçar metas alcançáveis,  para que não se perca sem gerar os devidos frutos”, conclui.

E o que os estudantes pensam da iniciativa?

Eu acredito que, a partir do momento que propostas como essas ocorrem, os alunos se sentem incluídos, pois vai ressignificar a nossa presença no universo acadêmico.  Tem muita gente fazendo “coisa boa” dentro da UF e um novo olhar faz toda diferença. Elis Ferrão Luge, 2º ano Ciências Econômicas

“Muito, muito legal.  É a universidade buscando sintonia com os alunos. A gente sabe que cultura tem muitas vertentes e muito mais interpretações do que se pode imaginar, muitos alunos são agentes culturais e, ao mesmo tempo, esses alunos também são a UFPR. É inteligentíssimo reconhecer isso e tentar desenvolver algo que converse com a realidade dos que aqui estão”. Pamela Santiago, 2º ano Expressão Gráfica

“Acho bacana. Espero que dê certo, pois assim todos saem ganhando. Só espero que vá além do documento, do discurso. Eu realmente desejo que isso saia da teoria e que essa leitura cultural, ou diagnóstico, traga um impacto positivo na vida da gente, ou dos que ainda irão passar por aqui. Universidade é isso.” Letícia Campus Prumo, 4º ano Luteria

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *