Venda de ingressos para a Copa do Mundo se aproxima da reta final

Sede dos jogos do Mundial em Curitiba, a Arena da Baixada vai receber partidas
nos dias 16, 20, 23 e 26 de junho. Foto: Divulgação

A penúltima etapa da venda de ingressos para os jogos da Copa do Mundo no Brasil foi encerrada na última terça-feira, 1º de abril. Nesta fase, que foi aberta no dia 12 de março, o critério de compra não foi por sorteio, como nas anteriores, mas por ordem de chegada. Foi a chance do publicitário Felipe Zeni Goulart adquirir ingressos para o jogo Rússia x Argélia, em Curitiba. Felipe conta que tentou comprar entradas para outros jogos em vendas anteriores, mas não conseguiu. “Nesta última etapa, quase fiquei sem ingresso mais uma vez. Assim que as vendas começaram, às 8 horas, entrei no site da Fifa. Ao entrar na minha conta, fiquei em uma fila virtual por aproximadamente uma hora. Só consegui comprar por intermédio de um amigo cuja conexão com o site da Fifa estava tão boa que não havia espera. Acho que esse sistema deixou muita gente de fora, simplesmente na sorte de se conectar primeiro, pois pelo que vi a fila não funcionava de verdade”, conta Felipe.

Alguns torcedores, por outro lado, se mostraram satisfeitos com o processo de compra. O treinador de futebol Paulo Vitor Gehlen conseguiu adquirir ingressos para três dos quatro jogos marcados em Curitiba: Irã x Nigéria, Honduras x Equador e Argélia x Rússia. Os dois últimos foram comprados por ordem de encomenda. “Ainda pretendo adquirir ingresso para o jogo Austrália x Espanha e para os jogos de oitavas-de-finais em São Paulo e quartas-de-finais no Rio de Janeiro”, contou.

Mas mesmo com quatro etapas de venda encerradas, muitos interessados ainda não garantiram presença nos jogos da vigésima edição do Mundial. A engenheira civil Daiana de Mello Lessa tentou comprar ingressos para os jogo Austrália x Espanha e Honduras x Equador na segunda etapa, mas só foi sorteada para o último. “Perguntei aos meus familiares se alguém gostaria de assistir comigo à partida e eles não demonstraram interesse. Como queria a companhia deles, acabei não finalizando a compra”, disse. Mas garante que vai tentar comprar os ingressos que deseja na próxima fase. “Gostaria muito de assistir a um jogo da Copa em nosso país, pois é um momento único, histórico, um relato para nossas futuras gerações”, completou.

Recorde de procura

A atual edição da Copa do Mundo já assume a posição de mais procurada da história. A Fifa abriu a primeira fase de venda de ingressos para o Mundial de 2014 em novembro do ano passado e recebeu 6,2 milhões de pedidos. A entidade definiu por sorteio quem ficaria com a entrada, já que a demanda foi bem maior do que a oferta de bilhetes.

O sociólogo especialista em futebol Maurício Murad explica que o sistema adotado pela Fifa é semelhante em todas as edições do Mundial, variando em tecnologia e recebendo influências de aspectos da cultura de cada país-sede. Murad conta que acompanhou de perto o processo de venda de ingressos na Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, e o compara com o atual. “Embora eu tenha presenciado uma série de privilégios [em 2006], não foi nada semelhante ao que está acontecendo no Brasil. O sistema está viciado em interesses particulares e jogadas empresariais. As agências de viagens e as empresas antecipadas abocanham a imensa maioria dos bilhetes, os quais depois serão vendidos a peso de ouro em uma espécie de cambismo altamente elitizado”, afirmou.

Em Curitiba, o jogo da atual campeã Espanha contra a Austrália, marcado para o dia 23 de junho, é o que mais atraiu torcedores, seguido pela partida entre Rússia e Argélia, no dia 26 de julho.

Para quem não conseguiu efetuar a compra, restará ainda a última fase de vendas. A comercialização será feita tanto pela internet, a partir do 15 de abril, quanto presencialmente. Para adquirir a entrada na hora, o torcedor deve se dirigir até um dos postos de venda para retirada de ingressos. Nesta etapa, o critério de compra continua sendo a ordem de procura.

O espaço destinado à Central de Ingressos da Fifa em Curitiba foi revelado no dia 25 de março, terça-feira.  Localizado no subsolo do Shopping Pátio Batel, o local ainda passará por adequações e a partir de 18 de abril será aberto para atendimento ao público. Ali será feita a entrega de ingressos para jogos da Copa do Mundo, não só para os quatro confrontos marcados para Curitiba, mas também para os jogos que acontecerão em outras cidades-sede. A Fifa disponibiliza quatro categorias de entradas. O preço vai de R$ 60 até R$ 350 nas fases de grupo. Um ingresso para a final do Mundial, marcada para o dia 13 de julho, no Rio de Janeiro, pode custar até 1.980 reais. Existem bilhetes especiais para cadeirantes, torcedores obesos e com mobilidade reduzida.

You May Also Like